Quando ela chama Mamã… ou…  Mama! :)

A Nonô tem andado doentinha. No domingo já estava muito ranhosa e meio murchinha, pelo que nem sequer arrisquei sair de casa nesse dia. O Martim tinha ido trabalhar e nós ficámos de molho depois de um sábado agitado de passeio com os avós. Ora, na 2ª feira de manhã acordou com uma tosse cavernosa… a chamada tosse de cão. Uma coisa horrível! Eu ia trabalhar, o Martim estava de folga. Decidimos então que era melhor ela ficar com o papá e não ir à escolinha. Avisámos a Beta que, querida como sempre, nos desejou as melhoras da pequenina – é importante dizer que a Beta é a pessoa que recebe a minha bebé todos os dias de manhã na creche e que eu e a Nonô adoramos de coração, sem desfazer da educadora Joana! 🙂 São ambas óptimas e um descanso para a minha alma de mamã de 1ª viagem!
Posto isto, fiz-me ao caminho, mas meio inquieta! Mandei sms ao pediatra mal cheguei ao trabalho, na esperança que ele nos indicasse mais um xarope milagroso para tomar ou mais uma dose de aerossóis. Qual o meu espanto quando nos diz para passarmos no hospital à hora de almoço!
Fiz o que pude nesse dia e saí mais cedo. Apanhei o Martim e a bebé em casa e seguimos. Depois de a observar, o Dr. Jorge – outra pessoa importantíssima nas nossas vidas – apresenta-nos um nome muito feio e complicadíssimo de pronunciar: LARINGOTRAQUEOBRONQUITE. Credo!! A minha filha tem o quê?
Pois bem… como tem o aparelho respiratório bastante sensível, lá apanhou mais um bicharoco mau e teve de ficar de molho UMA SEMANA! Uma semana!

Eu e o Martim dividimos a coisa e faltámos dois dias cada um… posso dizer-vos que só hoje que vos escrevo, 6ª feira, é que a tosse abrandou um bocado e permitiu que ela dormisse uma noite inteira novamente. Ela e… nós!
No meio disto tudo, a minha bebé começou a dizer Mamaaaaaaa… Mamãaaaaa… assim ainda meio “desajeitada” mas derreto-me! ❤
Ao longo destes dias, mal quis comer, só estava bem na maminha! Por isso, vá, mesmo que ela queira dizer MAMA em vez de MAMÃ não interessa sim? 🙂

Mas se acham que isto ficava por aqui estão enganados. O universo decidiu que a tal LARINGO-QUALQUER-COISA não era suficiente e eis que bota mais um dente a rebentar na boca desta princesa! Resultado: febre, incómodo, dores, muuuuuito choro e com direito a bochecha vermelha e tudo, pobrezinha!
Bebé sofre! Mãe sofre!! E pai também!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s