“É só a Nonô!”

Esta é talvez a frase preferida dela – “É só a Nonô!”
E define bem este ser pequenino com 13 quilos e quase 90 centímetros.
Aviso-vos já que o que se passou até aqui foi “pra meninos”.
Do alto dos seus 2 anos, a Leonor desafia a cada dia os nossos limites, tenta ir mais longe, ver qual o primeiro a ceder – e, espertalhona como é, percebe exactamente quando algum de nós vai baixar a guarda.
E, meus amigos, por muito que o casal seja unido, às vezes não é fácil.
Este ano tem sido muito cheio de tudo para mim e para o Martim.
Mudámos de vida, de emprego…e se para alguns parece ter sido uma mudança “soft”, não foi, acreditem!
Mudámos para melhor, sim senhora, mas está a sair-nos do pêlo todos os dias… e ainda não conseguimos desligar para encontrar o equilíbrio necessário depois do turbilhão de emoções. De qualquer forma, voltaremos a este assunto num outro texto!

IMG_6024
Sobre a Leonor… continua a ser um doce de criança, continua a adorar colinho, miminhos MAS ama a sua independência e está a perceber que já consegue fazer muita coisa sozinha e verbalizar as suas intenções!
Diz tudo, repete tudo, parece um papagaio.
E depois…
Quer fazer xixi na sanita sozinha, sem ajuda, e limpar-se a seguir. – “A Nonô faz”
Quer beber água sozinha. – “Tira a mão (do copo), está bem?”
Quer pôr o lixo no lixo sozinha. – “A Nonô põe, está bem?”
Quer descer as escadas sozinha. “É só a Nonô”
Mas o “problema” surge quando é contrariada.
Porque aí começa a ter de lidar com a frustração. E nós, pais, sabemos a teoria toda mas, na prática, nem sempre é fácil gerir.
Vou dar-vos um exemplo:
Imaginem a hora de jantar. Imaginem o pai a aquecer a sopa para a bebé e eu a estender a roupa.
Agora imaginem a Leonor, que na escola come tudo sozinha, a fazer “birra” porque… quer que a mamã dê a sopa!
Então agora imaginem isto: “A mamã dé”(em vez de “a mamã dá” loool que amor!) 20 vezes seguidas aos gritos!
Isto mais as 20 vezes que ela põe as mãos dentro da sanita, as 30 vezes que vai à máquina da Nespresso lamber a gota do último café tirado, as 40 que vai abrir e fechar o leitor de DVD e as 50 que pega no garrafão de água que temos na cozinha e diz “vou embóia, até logo mamã”.

IMG_2940

É um ser livre esta minha filha! E ainda bem!
E quando temos tempo para respirar fundo percebemos tudo com mais clareza. Está a crescer lindamente e saudável e prova disso é justamente esta fase!
E esta fase desafiante está a coincidir, curiosamente, com o romper dos últimos molares. Nota-se que anda mais irritada, com dores (às vezes), mais sensível.
Até me pede para pôr o “creminho” na boca e tudo (é o Alobaby, mas tudo o que é para tratar dói-dóis é “creminho”).
Temos de estar atentos a todos os sinais e não desvalorizar, até porque, como temos referido em vários textos, ela está a descobrir o mundo e a assimilar montanhas de informação nova todos os dias. Não é fácil crescer!
Tem sido uma mistura explosiva, mas também gratificante e vamos ultrapassar!
E na sequência do artigo anterior do Martim… não senhora desconhecida, ela não é “feia” por não lhe querer dar um beijo nesse bigode fofinho! E não, senhor-que-acabámos-de-encontrar-agora-mesmo-no-jardim, ela não é má porque foge de si como o diabo da cruz!
Ela é como é! E ainda bem!
Está a construir a sua personalidade e este é o tempo certo para isso!
Só precisamos de respirar fundo e ter doses extra de paciência porque, diz quem sabe, há fases muito “piores” que ainda estão para chegar!
Pais deste país e deste mundo a passar pelos intensos 2, 3, 4 ou 5 anos (acaba quando, mesmo? lol), estamos juntos!

IMG_7100

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s