5 dicas para noites de mãe e filha

A Leonor está numa fase em que faz birra para sair da escola, para sair do banho, para começar a comer (depois come TUDO e ainda quer mais)… e, sinceramente, já reparei que quanto mais calma eu estiver, melhor a coisa flui. 

3 conselhos úteis para contar histórias aos pequenotes

Não poucas vezes encontramos histórias com personagens que passam por momentos de tristeza, de dor, de sofrimento, de alegria, de felicidade, de surpresa, de medo, de temor, de superação e de alegria… entre tantas outras. Isto chega para que elas se colem às mesmas.

Porque é que ficamos tão contentes com coisas “perfeitamente normais”?

Porque é que ficamos – se não ficam, talvez devessem pensar porque é que não ficam – tão felizes com as pequenas – e muitas vezes absolutamente “normais” conquistas dos nossos filhos quando eles são tão pequeninos? Porque não temos sequer ideia do quão difícil é passar por algumas das coisas que eles passam e…

5 dicas para um regresso tranquilo à escolinha

Decidimos deixar aqui 5 dicas importantíssimas que poderão ajudar a que a (re)adaptação seja menos dolorosa (para todos), depois de (pelo menos) 3 semanas com os pequenotes de manhã à noite – que delícia!

“Quem manda é a Nonô!”

Quando eles acham que (já) mandam, mesmo tendo apenas 2 anos. Não é preciso exagerar na reacção. É preciso é manter o foco e aproveitar o momento para brincar com eles.

“Papá, ti’ou a falda!”

22:00.
Quarto escuro como breu.
Mãe a passar a ferro.
Pai a arrumar a cozinha… depois de ter ido deitar a menina…

“É só a Nonô!”

Esta é talvez a frase preferida dela – “É só a Nonô!” E define bem este ser pequenino com 13 quilos e quase 90 centímetros. Aviso-vos já que o que se passou até aqui foi “pra meninos”. Do alto dos seus 2 anos, a Leonor desafia a cada dia os nossos limites, tenta ir mais…

Ainda tão nova e já começa a dar despesas…

Acabou de fazer 2 anos e já começa a dar despesa. Acreditem que é verdade. Felizmente estas coisas já têm solução. =) Para meu sossego ainda existe algum bom senso nas instituições, e a pessoa tem sempre a possibilidade de ligar para a Vodafone e perguntar o que é que se passa com a factura…