3 conselhos úteis para contar histórias aos pequenotes

Não poucas vezes encontramos histórias com personagens que passam por momentos de tristeza, de dor, de sofrimento, de alegria, de felicidade, de surpresa, de medo, de temor, de superação e de alegria… entre tantas outras. Isto chega para que elas se colem às mesmas.

Porque é que ficamos tão contentes com coisas “perfeitamente normais”?

Porque é que ficamos – se não ficam, talvez devessem pensar porque é que não ficam – tão felizes com as pequenas – e muitas vezes absolutamente “normais” conquistas dos nossos filhos quando eles são tão pequeninos? Porque não temos sequer ideia do quão difícil é passar por algumas das coisas que eles passam e…

A preparar a próxima estação! Quem se junta?

Aqui em casa já estamos a preparar a próxima estação!
Falo de roupas e sapatos, claro!
Ver o que serve, o que já não serve e toca a colocar tudo em caixas para levar para a arrecadação… que há-de servir tudo ao próximo… ou à próxima! 🙂

Longa vida aos pais imperfeitos

Vivemos num tempo desgastante, avassalador e extremamente exigente; Um tempo em que a palavra perfeição parece andar de mãos dadas com metade do mundo, e a circular na boca da outra metade. Foi a pensar nisto que resolvi escrever este texto, uma espécie de manifesto em honra dos pais imperfeitos a quem só posso desejar…

“Quem manda é a Nonô!”

Quando eles acham que (já) mandam, mesmo tendo apenas 2 anos. Não é preciso exagerar na reacção. É preciso é manter o foco e aproveitar o momento para brincar com eles.

“Papá, ti’ou a falda!”

22:00.
Quarto escuro como breu.
Mãe a passar a ferro.
Pai a arrumar a cozinha… depois de ter ido deitar a menina…

Ainda tão nova e já começa a dar despesas…

Acabou de fazer 2 anos e já começa a dar despesa. Acreditem que é verdade. Felizmente estas coisas já têm solução. =) Para meu sossego ainda existe algum bom senso nas instituições, e a pessoa tem sempre a possibilidade de ligar para a Vodafone e perguntar o que é que se passa com a factura…

Ela vai sem fralda, senhores. E agora?

Não é fácil. De todo. Mas é fazível. Perfeitamente. Afinal de contas nenhum de nós vai para a faculdade a fazer xixi nas cuecas. Certo? Por isso, força! Coragem. Determinação. Preserverança e… boa sorte!

3, 2, 1… Go! A 1ª festa temática!

Mesmo antes de engravidar e de ter um blog já seguia várias contas no Instagram com fotografias daquelas de cair “pro” lado. Fotografias de festas lindas, com tudo no seu devido lugar, tudo a condizer e a fazer sentido… as crianças a brincar, os adultos a conversar e a beber um copo num ambiente absolutamente…